Textículo (*) s. m., texto ridículo; texto pequeno. (* não existe no dicionário)
15.2.10

Com uma segunda parte demolidora, a 25 minutos do final perdiam por 21-9, o Pais de Gales deu a volta ao pack da Escócia.

 

Dez minutos de rugby à antiga.

 

 

Infelizmente este fim de semana, Portugal perdeu frente à Geórgia, dificultando a qualificação para o mundial na Nova Zelândia.

 

 

link do post texticulos, às 14:00  | comentar

25.1.10

"Out of the night that covers me,
Black as the Pit from pole to pole,
I thank whatever gods may be
For my unconquerable soul.

In the fell clutch of circumstance
I have not winced nor cried aloud.
Under the bludgeonings of chance
My head is bloody, but unbowed.

Beyond this place of wrath and tears
Looms but the Horror of the shade,
And yet the menace of the years
Finds, and shall find, me unafraid.

It matters not how strait the gate,
How charged with punishments the scroll.
I am the master of my fate:
I am the captain of my soul.
"

 

 

Gosto de rugby e adoro a África do Sul, bem como  o seu povo, sobressalta-me o coração sempre que tenho um vislumbre da Table Mountain e corre-me uma lágrima quando oiço o Shosholoza. E as cervejas no Ferryman's, hummm! Que memórias, por tudo isto, um belo filme.

 

Tears, still, burn my eyes.

 

 

link do post texticulos, às 16:00  (4) | comentar

11.11.09

A futebolista norte-americana Elizabeth Lambert é a encarnação do lado doce de Vinnie Jones, Marco Matterazi e Paulinho Santos, ficando apenas atrás de Zidane em jogo de cabeça.

 

 

Entretando do lado do "eixo do mal" chega um exemplo chega-nos uma equipa de rugby iraniana feminina. Que brutidão!

 

 

Realmente, não há como elas. :)

 

 

link do post texticulos, às 12:00  (4) | comentar

14.9.09

Foi a selecção de rugby da África do Sul ao vencer a Tri-Nations, terminando a competição com uma vitória sobre a Nova Zelândia por 32-29.

 

Este ano estiveram praticamente irrepreensíveis. Parabéns!

 

Go Bokke!

 

 

 

 

link do post texticulos, às 13:27  | comentar

3.8.09

Morne Steyn marcou 31 pontos no último embate da África do Sul com a Nova Zelândia em rugby, que os africanos venceram por 31-19, um ensaio e 8 pontapés de penalidade em 9 tentativas, substituindo na perfeição o Percy Montegomery. Brian Mujati o zimbabueano naturalizado mostrou poder e velocidade que com certeza nos irão deliciar com corridas e ensaios de grande recorte.

 

A meio da segunda parte com o jogo parado por uma falta, o impecável árbitro irlândes chamou o capitão sul africano para lhe dizer tinha um minuto para falar com a equipa para que esta deixasse de recorrer ao "catenaccio" que estava a praticar. E assim o jogo ganhou uma nova dinâmica até ao final. Brilhante!

 

 

 

Go Bokke

 

 

link do post texticulos, às 16:07  (3) | comentar