Textículo (*) s. m., texto ridículo; texto pequeno. (* não existe no dicionário)
29.12.09

Foi a pandemia que quase aconteceu. E o Mugabe que quase caiu. Foi o capitalismo que quase desmoronou. E a Islândia que quase afundou. Foi a prisão de Guantanamo que quase fechou. E o Irão que quase se revoltou. Foi o tratado que quase parece com uma contituição. E o acordo que quase se assinou em Copenhaga.

 

É o ano que quase acabou. Foi o ano empata feel o'right's. P.Q.P.

 

 

Cá no burgo: Eleições, par de cornos, eleições, eleições... Ahh, e vamos ao mundial na África do Sul.

 

 

link do post texticulos, às 18:00  | comentar

3.7.09

Toda esta agitação prende-se com o facto do ex-ministro ter recusado os useiros maneirismos do linguajar parlamentar de duplos sentidos e meias tintas, recorrendo ao gesto 'il chiffro', esteticamente elegante e simétrico, cujo significado é univoco e toda a gente entende por cabrão(desculpem-me o francês).

 

Poderia ter usado dum mais simpático e comum 'obstinado', ou 'mentiroso' ou mesmo 'birrento' e esconderia assim a teimosia bovina do deputado cuja atracção pelo vermelho e pela democracia norte-coreana é conhecida.

 

O ministro de Sócrates não precisa ser sério mas tem de o parecer. E por momentos imaginei o Lino, levemente ébrio de braços levantados e dedos médios esticados a berrar um gutural e metaleiro "Jamais!... Jamais!"

 

 

link do post texticulos, às 13:08  | comentar