Textículo (*) s. m., texto ridículo; texto pequeno. (* não existe no dicionário)
4.2.10

Eu sei o que fizeste o ano passado.

 

 

E no outono de à dois anos.

 

E os impostos que não pagaste! :-)

 

 

link do post texticulos, às 18:00  | comentar

17.11.09

Mais segundo menos segundo, foi o tempo que passei os olhos pelo ecrã de televisão.

 

Parvoices por parvoíces passei cinco minutos na net e encontrei isto.

 

 

E senti-me logo melhor.

 

 

link do post texticulos, às 12:00  | comentar

4.11.09

Nos últimos tempos muito se tem falado do TCP/IP, vulgo internet, dos computadores pessoais e da geração de 70 que criou este novo mundo, entre outros, Larry Ellison da Oracle, Bill Gates e Paul Allen da Microsoft, Scott McNealy da Sun Microsystems, Steve Jobs e Steve Wozniak da Apple, Peter Dell da Dell Computers, Linus Torvalds do Linux.

 

Muitos outros foram esquecidos como Phil Katz, o génio alcoólico, que inventou o formato ZIP. Muitos foram também os projectos que se perderam no remoinho da cloud, e já ninguém se recorda da Veronica("Very Easy Rodent-Oriented Net-wide Index to Computer Archives"), a mãe de todas as search engines. Hoje a web está recheada de imberbes criadores, empreendedores e milionários, que nasceram depois da revolução como Evan Williams do Blogger, Jack Dorsey do Twitter, Elon Musk do Paypal ou Mark Zuckerberg do Facebook, estes os mais famosos. Ou ainda Jawed Karim, ei-lo no primeiro video a ser publicado no Youtube, que depois vendeu à Google, recebendo para cima dum dinheirão e foi acabar os estudos.

 

 

Se bem que a velha guarda ainda está para as curvas.

tags:
link do post texticulos, às 14:00  (2) | comentar

9.9.09

Hoje é o dia sem gatos na internet e eu já fiz um post com tigres. Já falhei, se ao menos tivessem avisado antes. Parece que não são bem gatos. Safei-me!

 

O chef francês Thierry Marx e o cientista David Edwards, professor em Harvard inventaram um aerosol que contem 200mg de chocolate para ser usado sempre que se tenha a necessidade ardente do malvado alimento, tudo sem a inquietação das calorias, que são menos de uma. E mais diziam que ainda não se pagava que ar que se respira.

 

A trovoada matinal atirou-me da cama para o chuveiro e tal como o cheiro do napalm pela manhã a trovoada e a chuva deram à habitual caminhada matinal um carácter de passeio, libertado que estava da poeira o aroma da terra. A viagem termina invariávelmente no comboio e chegado ao destino reparo numa mulher a minha frente distintamente vestida, cujas calças brancas semi-transparentes revelavam uma cueca amarela com um tweety estampado no rabo. Se isto vira moda.

 

 

 

link do post texticulos, às 12:04  (3) | comentar

3.9.09

Fez ontem quarenta anos, que alguns cientistas da UCLA, ligaram dois computadores com um cabo de 5 metros e puseram-nos a conversar.

 

 

Parabéns "senhora" Internet.

 

tags:
link do post texticulos, às 10:15  | comentar