Textículo (*) s. m., texto ridículo; texto pequeno. (* não existe no dicionário)
10.2.10

Comprou um bom jogador e recebeu um carniceiro desmiolado.

 

Sempre defendi a inutilidade das claques de futebol, para além de arruaceiros, são bandidos sob protecções várias. Após o 3-1, as ordas sportinguistas assistiram ao resto do jogo em silêncio, nem sequer reagiram quando os adeptos adversários cantaram as canções com que estas incentivam a equipa leonina. Em inglês diz-se disto wankers, punheteiros.

 

 

Salva-se o Liedson, o único que joga futebol dos pés à cabeça.

 

 

link do post texticulos, às 14:00  (3) | comentar

9.2.10

Hoje vou a Alvalade apoiar a lagartagem!

 

 

Sempre que lá fui ganhou o Sporting!

 

A última vez que fui ver um jogo do Sporting ainda foi no estádio antigo e "bancada nova" não era velha. A ver se a tradição se mantêm!

 

 

link do post texticulos, às 16:00  (3) | comentar

20.10.09

 

Não, ainda não tem idade para comer lagartos.

 

 

link do post texticulos, às 09:09  (1) | comentar

30.6.09

Ao invés de ter ido futebol, a rapaziada da Luz mostrou-se com mais impto para o chiquilho e a lagartagem que não é malta de se ficar juntou-se-lhes para a saraivada de pedras. Com o período eleitoral em curso houve quem, sentado no seu bolide, recorresse à velha teoria da pista torta para justificar o pouco jeito para a dança, deixando impunes os putos birrentos que se acharam mais importantes do que aquilo que se decidia em campo e de ambos os lados transformaram um jogo de futebol decisivo numa estúpida batalha campal.

Saber travar é uma das primeiras coisas que se aprende nas aulas de condução por ser vital à segurança de quem vai dentro do automóvel e não só. E ambas as direcções continuaram a brincadeira, entrando como sempre no ciclo de defesa e no jogo das culpas, esquecendo a responsabilidade social dos clubes que representam. Mais do mesmo.

"(...) ou comem todos ou há moralidade" dizia o Anastácio no filme "O Leão da Estrela" e cheira-me que mais uma vez nos ficaremos pela moralidade.

 

link do post texticulos, às 13:04  | comentar