Textículo (*) s. m., texto ridículo; texto pequeno. (* não existe no dicionário)
24.7.09

Li no outro dia um texto interessante sobre o papel do vinho sobre uma relação amorosa, desde a escolha, à prova e a bebe-lo.

 

Como a cerimónia do chá no Japão a escolha e a apreciação da cor, cheiro e sabor do néctar constitui um acto de entrega ao outro tão determinante como consumi-lo e partilhá-lo.

 

E recordei que marquei o final dum envolvimento de forma pouco inocente com a escolha da pior zurrapa da lista, ao jantar, no dia em que dei por terminada a entrega à relação e penúltima que estivemos juntos.

 

 

link do post texticulos, às 13:25 

De Blogadinha a 24 de Julho de 2009 às 16:28
Marcar o fim num penúltimo encontro é gostinho amargo...
Beijo no copo e que te escorra pela garganta:

"Os vinhos são como os homens: com o tempo, os maus azedam e os bons apuram." Cícero

Meia verdade ou verdade e meia...? :))

De texticulos a 24 de Julho de 2009 às 16:38
Copo cheio! :P

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.