Textículo (*) s. m., texto ridículo; texto pequeno. (* não existe no dicionário)
6.7.09

Antes de entrar no court central estes dois devem ter-se cruzado com o espírito de Helenio Herrera, criador da cínica estratégia defensiva. E assim o embate foi um longo bocejo coberto de ases e respostas inconvenientes no serviço do adversário interrompido por um ocasional voley.

 

 

Houve tempo para um momento Nadal, daqueles que destroi a confiança de qualquer um, no tie break do segundo set, a perder por 6-2 o Federer anula a desvantagem com três winners e um ás, em futebolês é estar a perder por 4-0 e nos últimos cinco minutos empatar o jogo com três remates fora da área e um pénalti nos descontos. Ainda assim o Roddick mostrou uma resiliência que só se mostrou suicida da única vez em que tremeu.

 

 

E com esta vitória, a 15ª em torneios do Grand Slam, cimenta o seu nome junto dos melhores que alguma vez volearam a raquete, como Borg, Sampras e Laver entre outros, elevando a barreira para uma altura até hoje nunca atingida. Parabéns!

 

 

link do post texticulos, às 09:09 

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.