Textículo (*) s. m., texto ridículo; texto pequeno. (* não existe no dicionário)
29.9.09

 

A cortesia levou uma valente talhada desde que a galinhagem urbaneira tomou a liberdade de fazer à mesa as mesmas conversas que antigamente tinha quando ia junta à casa de banho. Nada como estragar um agradável serão com uma descabelada troca de argumentos.

 

Gozar com os homens é divertido e libertador, o contrário é misógino; As mulheres exigem igualdade na partilha das tarefas domésticas, o que consiste em ditar o que fazer, como é feito e na altura em que elas pretendem; Elas detestam ser tratadas como objectos e no entanto exibem os namorados/companheiros/dates/etc... como troféus de caça.

 

Entretanto segurei o copo de imperial e retirei-me estrategicamente antes da borrasca se tornar indomável. Sei que ainda houve mais uns quantos argumentos.

 

 

link do post texticulos, às 15:55  | comentar

De Margalhos a 29 de Setembro de 2009 às 16:45
Mas porque raio não continuam a escrever nas paredes e portas das casas de banho.
Será um problema de literacia ou de pudor?

De texticulos a 29 de Setembro de 2009 às 16:58
Nem um nem outro! :D