Textículo (*) s. m., texto ridículo; texto pequeno. (* não existe no dicionário)
Aventureiro introvertido; Sensível idiosincratico; Conversador tranquilo; Solitário na multidão; Dedicado desregrado;
texticulos@sapo.pt
6.7.09

Antes de entrar no court central estes dois devem ter-se cruzado com o espírito de Helenio Herrera, criador da cínica estratégia defensiva. E assim o embate foi um longo bocejo coberto de ases e respostas inconvenientes no serviço do adversário interrompido por um ocasional voley.

 

 

Houve tempo para um momento Nadal, daqueles que destroi a confiança de qualquer um, no tie break do segundo set, a perder por 6-2 o Federer anula a desvantagem com três winners e um ás, em futebolês é estar a perder por 4-0 e nos últimos cinco minutos empatar o jogo com três remates fora da área e um pénalti nos descontos. Ainda assim o Roddick mostrou uma resiliência que só se mostrou suicida da única vez em que tremeu.

 

 

E com esta vitória, a 15ª em torneios do Grand Slam, cimenta o seu nome junto dos melhores que alguma vez volearam a raquete, como Borg, Sampras e Laver entre outros, elevando a barreira para uma altura até hoje nunca atingida. Parabéns!

 

 

link do post texticulos, às 09:09  | comentar

25.6.09

 

Terminou ontem a participação da Michelle em Wimbledon já a noite ameaçava a sua chegada, não sem luta, não sem suor!

 

Em redor do court sentia-se grande curiosidade e empatia pela jogadora portuguesa.

 

Para a próxima corre melhor! Força!

link do post texticulos, às 12:12  | comentar

24.6.09

Tenho para mim que algures na história fizemos alguma aos franceses, é que aquela rapaziada não nos perdoa uma e ontem o Frederico Gil deve ter pensado porque tinha de ser ele a mais uma vez cair às mãos dum deles. Melhor sorte para a próxima!! Força!

Vem de longe esta velhacaria, "andou" por cá um baixote com cara fuínha, cuja maior proeza foi perder uma batalha perto duma vila com nome de canção, que achou o mundo não estar suficientemente louco e fez um acordo com as Chiquititas e Fernandos aqui do lado porque queriam, queriam, queriam o nosso dinheiro, dinheiro, dinheiro e ficar com os nossos portos, só para chatear os bifes. Como os fomos sabendo a conquistar outra cidade, outro comboio, sabendo o nome do jogo e que o vencedor tudo leva, desatámos a alargar as linhas nas travessas. O rei chegou a perder a coroa ao pirar-se e já no Brasil pôs a rainha a sambar. Conhecendo-me e conhecendo-os a eles direi que aquilo é gente de má índole que depois de tudo dito e feito desistiram concluíndo que se de comboio não conseguiram entrar, também nós não conseguiríamos sair. Foi há mais de duzentos anos. Queres tu um comboio novo?

A história portuguesa tem muito de musical sueco, quantas referências ao quarteto loiro tem o texto?

 

 

link do post texticulos, às 16:11  (18) | comentar

22.6.09

 

 

De pôr a gravata e entrar no All England Lawn Tennis and Croquet Club, sentado no sofá ou na cadeira, seguindo pela televisão ou pelo SlamTracker. Vai começar o torneio de Wimbledon.

 

Vencer aqui é uma garantia de imortalidade da memória. Se o Nadal repetir a façanha desfaz de uma vez por todas a imagem de vencedor no pó de tijolo e chato-de-cacete na relva, se for o Federer fá-lo-á pular o recorde de Pistol Pete Sampras e cimentar nos média o estatuto de cabra tenista e no caso de ser o Andy Murray aplacará a soberba inglesa transformando-os em pudins, confirmando assim este "premonitório" sketch dos Monthy Python.

 

Aqui o torneio masculino é para Gentlemens e o feminino para Ladies. Todos devem jogar de branco e ter uma atitude educada e desportiva. Very Brittish. Força Neuza, Michelle e Frederico!

 

 

 

link do post texticulos, às 13:10  | comentar


eXTReMe Tracker
 
federação