Textículo (*) s. m., texto ridículo; texto pequeno. (* não existe no dicionário)
Aventureiro introvertido; Sensível idiosincratico; Conversador tranquilo; Solitário na multidão; Dedicado desregrado;
texticulos@sapo.pt
21.1.09

"Em silêncio, oiço-me
Parado, encontro-me
Ninguém vê, olhando
E ninguém sente, cobiçando.

 

Volto aqui mais uma vez
Neste momento de lucidez.

Vivo estou aqui

A rir-me da estupidez"

 

Escritos dum jovem ébrio armado em poeta! Belos tempos!

link do post texticulos, às 16:43  | comentar

De Sayuri a 21 de Janeiro de 2009 às 18:53
MUITOS PARABÉNS!!!
E que eu os possa dar! :)
Beijinhos!

De texticulos a 21 de Janeiro de 2009 às 19:22
Obrigado!

Por muitos anos, claro!

De Sayuri a 21 de Janeiro de 2009 às 23:04
Claro que é por muitos anos! REstava implicito ;)

De texticulos a 22 de Janeiro de 2009 às 10:12
:)

Estava, restava, whatever! Eu percebi, tu entendeste!
Muito obrigado!

Beijos.

De pensadora a 21 de Janeiro de 2009 às 20:08
Olá sr dos textos!

Só agora me dei conta... oopsie daisies!

Parabéns para ti, naquela data querida, muitas felicidades, muitos anos de vida, ontém foi dia de festa, cantaram as nossas almas, para o menino Textículos, uma salva de palmas - clap clap clap!

Parabéns ao jovem ébrio pelo poema!

De texticulos a 22 de Janeiro de 2009 às 10:13
Muito Obrigado!

Só faltou o bolo com a velas, para soprar!

eXTReMe Tracker
 
federação