Textículo (*) s. m., texto ridículo; texto pequeno. (* não existe no dicionário)
Aventureiro introvertido; Sensível idiosincratico; Conversador tranquilo; Solitário na multidão; Dedicado desregrado;
texticulos@sapo.pt
25.11.09

MOTE:


"Gentil, fiel e pecadora


Na humildade tenho a grandeza


O brilho do sol tenho nos olhos


Nos sonhos tenho o romance das estrelas


 


No corpo tenho o pecado e a atração


De bondade um olhar infinito


Se durmo sozinha na solidão


No meu coração está o mor mais  bonito.
 


 

Sou mulher!


posso ser amante e companheira


Esposa leal, mãe extremosa


Posso ser o anjo benfazejo


Que lhe atende e lhe ama a toda hora.
 


 

Posso ser o pecado em uma vida


A desgraça de um homem sem história


Posso estender a mão ao maldito


Posso levantar quem não tem hora
 

 


Sou mulher!


Sou anjo em uma vida, diabo em outra


Sou estrela que quia a toda hora


Sou aquela que tira a melancolia


Sou a pessoa que muda a sua história
 


 

Sou Mulher!
" RMMA
 

 

 

Não maltratem as mulheres sff...

 

 

link do post texticulos, às 17:00  | comentar

De Blogadinha a 25 de Novembro de 2009 às 17:49
Incialmente somos todas!!

Depois há umas que nascem homens...
... e há outras que ficam assim.

0^)

De ianita a 25 de Novembro de 2009 às 18:08
Não maltratem as mulheres... não maltratem os homens... não maltratem os velhinhos... não maltratem as crianças...

Não maltratem. Não desrespeitem. Sejam mais humanos.

Excelente poema.

Obrigada.

De sayuri a 25 de Novembro de 2009 às 22:35
Poema lindo!
(agora a futilidade): e o kimono é um espectaculo!! pergunta pr favor À tua amiga onde o arranjou; também quero um!

eXTReMe Tracker
 
federação