Textículo (*) s. m., texto ridículo; texto pequeno. (* não existe no dicionário)
Aventureiro introvertido; Sensível idiosincratico; Conversador tranquilo; Solitário na multidão; Dedicado desregrado;
texticulos@sapo.pt
17.11.09

Após a fase GJ, seguiu-se a fase do muro, da qual se pode afirmar, "Isto era para ser uma balada mas decidimos dar-lhe mais ritmo." O dito muro, de um parque, antigamente infantil agora de estacionamento, foi o ponto de encontro e o palco que velou pelo nosso crescimento. Estou convicto que do que ali se passou, ninguém tem uma versão completa, tantas e tão intensas foram as façanhas que ali ocorreram.

 

Foi a época das alcunhas, das intimidades e das partidas, dos Carnavais, aniversários e tudo o que fosse passível de ser festejado, fosse em casa, em anexos ou caixas Multibanco. Dos Super-Convívios, das noitadas, da paciência da Dona Piedade, dos irritáveis Bigodes y su piscina, chocados com o prenuncio de Fight Club entremeado de amigáveis danças gregas. Foi a época dos Bubas & Salgadinhos, das Perriers & Tremocinhos, da Jaspion, da Organização e da incontornável agremiação musical "Trio Ò da tia, Zé Povinho e o cão..."  cujo primeiro éxito foi dedicado a'"O mini da Teresinha", nunca esquecendo o "Rock da Praça", as "Cólicas momentâneas" parte 1, parte 2, parte 3 e parte tudo e claro, o épico "A Velha".

 

 

E isto nem sequer metade da missa é, o resto continua guardado em segredo ao luar. E foram também só as partes engraçadas, porque nem tudo o que ali aconteceu foi saudável, nem era suposto sê-lo, fazia parte, e como tal teve consequências abrindo algumas feridas que se revelaram mais tarde, no jogo de fumo, nalguns casos chagas. Termino com o "A velha tem um bafo... que agita os elefantes..."

 

 

tags:
link do post texticulos, às 20:00  | comentar

De Ana a 18 de Novembro de 2009 às 12:18
Era o meu mini!!!!
O que não sei se sabes é que essa famosa cassete pirata, que o Trio Ó da Tia, Zé Povinho e o Cão me deu a honra de gravar e me oferecer no 21º aniversário (Jesus, há quanto tempo!!!) chegou a ser passada para suporte digital.
Não sei é muito bem onde é que está... mas tenho ainda, quer a velhinha cassete, quer os ficheiros.
É mais uma coisa que guardo zelosamente à espera do momento certo para mostrar ao Mundo (ou não, mediante uma compensação adequada :-))
Bjs

De texticulos a 18 de Novembro de 2009 às 13:25
O que eu gosta de ouvir isso de novo!!Uiiii

De Nojita a 24 de Novembro de 2009 às 18:16
Quem dá mais para não ser revelada a sua identidade?!
Ehehehehe

eXTReMe Tracker
 
federação