Textículo (*) s. m., texto ridículo; texto pequeno. (* não existe no dicionário)
Aventureiro introvertido; Sensível idiosincratico; Conversador tranquilo; Solitário na multidão; Dedicado desregrado;
texticulos@sapo.pt
2.10.09

A rádio pública de Chicago fez um programa especial sobre a crise(50min), nele recorda entrevistas e conversas com a rapaziada que embrulhou o sistema financeiro em produtos tóxicos, que a crise imobiliária americana tratou de desmascarar. E conversou com eles agora. Esta malta tem nomes e a história consegue quase ser traçada até ao momento primordial.

 

Fiquei a saber que afinal depois da crise o mundo está mais rico, o que para mim é inesperado, outra coisa não seria de esperar de alguém cuja a definição de crise é "Não há dinheiro, não palhaços; Não há palhaços, não há circo; Não há circo não há crianças felizes."

 

Em todo o caso, houve bancos que faliram e a burla do Madoff foi exposta, mas pelos vistos os mercados financeiros pouco têm feito pela limpeza ética de certas práticas. Termino a recordar o que já escrevi no passado sobre este assunto, "Os ratos em balsas, estão confusos mas cuidam uns dos outros."

link do post texticulos, às 13:24  | comentar

eXTReMe Tracker
 
federação