Textículo (*) s. m., texto ridículo; texto pequeno. (* não existe no dicionário)
Aventureiro introvertido; Sensível idiosincratico; Conversador tranquilo; Solitário na multidão; Dedicado desregrado;
texticulos@sapo.pt
28.8.09

O aumento do fundamentalismo violento como resposta à pobreza, à corrupção, à desconfiança no estado, ainda à falta de oportunidades de justiça, educação e sustento, são verdades indiscutíveis. Ainda assim parciais. Estás são condições. Quem vive sem esperança fica vulnerável à promessa dum futuro qualquer, em troca de obediência. A sociedade ocidental é tida como mesquinha e ocupante do centro histórico da civilização, onde os fundamentalistas se vêem em luta contra os infíeis.

 

A pobreza e a injustiça, tal como o imperialismo e o colonialismo, por si sós, não criaram o fundamentalismo violento. A consciência não é apenas consequência de condições tangíveis. O radicalismo propaga-se sistemática e deliberadamente pelo condicionamento do pensamento, criando o clima onde todo o mal tem origem no exterior. Quase fatalista este desligar da realidade alimenta a raiva contra o inimigo, real ou imaginado, desviando a atenção do íntimo, dando primazia ao ideal não raras vezes indiferente ao sofrimento.

 

Qualquer que ele seja, não apenas islâmico, como o título denuncia. Desculpem a imodéstia.

 

 

tags: ,
link do post texticulos, às 15:56 

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

eXTReMe Tracker
 
federação