Textículo (*) s. m., texto ridículo; texto pequeno. (* não existe no dicionário)
Aventureiro introvertido; Sensível idiosincratico; Conversador tranquilo; Solitário na multidão; Dedicado desregrado;
texticulos@sapo.pt
26.8.09

Os japoneses adoram peixe fresco e quanto mais fresco melhor. Os barcos de pesca japoneses ao longo das últimas décadas procuraram cada vez mais longe o peixe que vai escasseando na costa e como tal a população começou a queixar-se da frescura do peixe, os armadores tentaram resolver o problema congelando o peixe logo após a captura e ainda que mais barato o peixe congelado não era fresco no paladar, então as companhias de pesca começaram a construir tanques e redes oceânicas para "criar" o peixe.

 

O fino palato japonês não se rendeu a esta inovação, o cativeiro tornava o peixe mortiço, vivo mas sem "animo" e isso foi resolvido com a introdução de pequenos tubarões dentro das redes, criando assim animação entre os peixes, de novo postos à prova nas suas capacidades de sobrevivência, alguns acabam comidos pelos tubarões e a maioria acaba fresquinha presa entre um par de pauzinhos na antecâmara da degustação nipónica.

Nada como um bom desafio para aquecer o sangue e a alma e devolver a vida à existência.

 

link do post texticulos, às 15:48  | comentar

eXTReMe Tracker
 
federação