Textículo (*) s. m., texto ridículo; texto pequeno. (* não existe no dicionário)
Aventureiro introvertido; Sensível idiosincratico; Conversador tranquilo; Solitário na multidão; Dedicado desregrado;
texticulos@sapo.pt
15.10.09

Mauro Palete, iniciou-se no solipsismo na mesma semana em a mulher saiu de casa para viver com o seu, até então, melhor amigo. Dois dias antes fora despedido da empresa onde trabalhava à quinze anos. Terminando a sequência de infortúnios na sala de operações, operado ao joelho direito fruto duma finta mal executada. Na cama do hospital decidiu acabar com tudo, nada parecia fazer sentido. Olhando pela janela viu o céu cheio de estrelas e desejou que desaparecessem e de súbito já lá não estavam, surpreendido desejou que se sumissem todas as outras pessoas e uma tranquilidade inaudita invadiu o hospital. De seguida encontrou-se suspenso no vazio, após ter desejado dar-lhe um sumiço. Depois de se livrar do corpo, faltava apenas dar o passo final e terminar com a própria existência. E tal não aconteceu.

Estranho, pensou ele. Haverá um limite ao solipsismo.
- Sim. - respondeu-lhe uma voz
- Quem és tu? - perguntou Mauro Palete.
- Sou aquele que criou o Universo que acabaste de aniquilar e por isso agora tomaste o meu lugar. Agora posso, finalmente, acabar com a minha existência, encontrar descanso e deixar-te a tomar conta disto.
- Mas, eu também quero terminar a minha existência?
- Sim, eu sei. Para isso tens de criar um Universo e esperar que alguém, tal como tu, o deseje destruir. Então aí, podes-te retirar. Adeus.

Sozinho no vazio, Mauro Palete, fez a única coisa que podia fazer. Criou o céu e a terra. Diz-se que em sete dias.

 

 

tags: , ,
link do post texticulos, às 16:15  | comentar

De Sayuri a 15 de Outubro de 2009 às 21:49
E enviou, à posteriori, o anjo Gabriel para dizer à Maria para dizer ao José que estava à espera de um menino mas não sabia como? :)

De texticulos a 15 de Outubro de 2009 às 21:54
Só ele saberá.

eXTReMe Tracker
 
federação