Textículo (*) s. m., texto ridículo; texto pequeno. (* não existe no dicionário)
Aventureiro introvertido; Sensível idiosincratico; Conversador tranquilo; Solitário na multidão; Dedicado desregrado;
texticulos@sapo.pt
9.7.09

Por vezes tenho momentos de pudicícia, raros e umas fotos que me foram enviadas encetaram uma discussão eivada de momentos de alta intelectualidade. No fim-de-semana passado ocorreu um festival dedicado à miudagem organizado pelo canal Panda [é um canal temático educativo, com programação exclusivamente dedicada aos mais pequenos dos quatro aos catorze anos], posso até estar a ser injusto com estas Winxs, mas se era para ensinar aos putos sobre as coisas da vida da próxima que seja no Elefante Branco, lá sempre há álcool. De fonte segura sei que um miúdo ficou muito triste pela Bloom não ter o cabelo laranja como na TV, os pais esses, sabem-na de tanguinha azul.

 


 

Claro que a meio da conversa veio a culpabilização das novelas juvenis e dos filmes, da crescente erotização das pop stars infantis e demais bonecadas, iniciadoras precoces da vida sexual nos petizes, deixando a família invariávelmente de fora destas pouca-vergonhas. Eu como devo ser índio enxertado em corno de cabra, costumo comentar que depois do primeiro dia de escola perguntaram-me "Gostas da professora? E dos colegas? E a escola é bonita?", hoje acho imensa piada que aos meninos no infantário perguntem "Já tens namorada?"; "Só uma?"; "O que é que fazes com a menina!" ou "Não tens namorada... Então tens de arranjar uma!". E o mesmo se aplica às meninas. É a sociedade...

 

-O menino quer o DVD do Noddy ou do Bob Construtor? - pergunta a mãe.

-Isso é tudo abixanagem, quero a "Mindy does Vegas".

-Tenha tento na língua. Mindy? Mas quem é a Mindy?

-É uma senhora que para pagar as dívidas de jogo do amante se prostitui em Las Vegas e acaba o filme deitada com três moçambicanos num motel. - diz a filha mais nova. - Compras o jogo também, mãezinha?

 

 

link do post texticulos, às 12:05  | comentar

De Nojita a 9 de Julho de 2009 às 12:27
A bonecada tinha que se fazer representar de alguma forma e visto os própios desenhos animados serem miúdas giras e elegantes (que se na vida real existessem seriam anoréxicas), até o fizeram muito bem em carne e osso! Eu sei porque estive lá e até percebo o porquê!
Há que garantir que pelo menos os pais estão dispostos a voltar no próximo ano (já que as mães não tiveram direito a um mimo), e à falta de pais vão os tios que depois da divulgação destas imagens estão com certeza dispostos em colaborar numa manhã ou tarde familiar!
A criançada não deu importância nenhuma ao tamanho das micro-saias e cantaram e dançaram até adormecerem no caminho para casa!
Em relação ao resto, quem alimenta são adultos que não estão verdadeiramente preparados para as consequências de tanta emancipação (Ai Meu Deus, o que é que lhe respondo agora?!).
Como diz um amigo "ah, pois é bébe!"

De texticulos a 9 de Julho de 2009 às 15:00
Acho que nem o Zandinga estava preparado para as consequências, aliás penso mesmo que se passa demasiado tempo a pensar nisso.

Talvez noutro post.

Beijos!

De anjosdopecado a 9 de Julho de 2009 às 12:43
Gostei muito do teu blog. Parabens.
www.anjosdopecado.com
http://anjosdopecado.com/

De texticulos a 9 de Julho de 2009 às 14:55
Muito obrigado pela visita a porta está sempre aberta.

Já fui dar uma espreitadela.
Afinal os anjos tem sexo! :)

De Blogadinha a 9 de Julho de 2009 às 18:30
A tua professora era velha, solteirona e comia meninos ao pequeno-almoço não era??

Fica explicada a tua aptência para o spanky...
(E com esta não me confesso!!)

Loool

De texticulos a 9 de Julho de 2009 às 21:04
A minha professora era gira, nova e casada, talvez comesse meninos, julgo-a comunista! LOL

Já te confessaste à muito! :P

De Blogadinha a 10 de Julho de 2009 às 15:39
Nem tudo o que parece, é!
Válido para ambos os contextos... :)

eXTReMe Tracker
 
federação